Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Rede SUS-BH recebe visita de profissionais da Angola e Moçambique
Publicado em 24/03/2017 10:29:19

Profissionais de saúde da Angola e de Moçambique estão em Belo Horizonte para conhecer a rede de assistência perinatal da capital. O intercâmbio tem o objetivo de melhorar a assistência obstétrica e diminuir a taxa de mortalidade perinatal dos países em desenvolvimento.

A iniciativa é uma parceria entre a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), que integra a estrutura do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Agência de Cooperação do Japão (JICA). Os profissionais que participam do curso são escolhidos por critérios técnicos e pela área de atuação. Até 2020, serão realizados 5 intercâmbios, um por ano.

Durante a visita à capital, elas terão a oportunidade de conhecer o modelo de gestão e vivenciar, por meio de visitas aos centros de saúde e maternidades,os protocolos de assistência às gestantes.

Na última segunda-feira (20/03), o grupo formado só por mulheres, gestoras e profissionais da área da saúde estiveram na SMSA e foram recebidas pela coordenadora da Comissão Perinatal, Sônia Lansky, que ressaltou a importância da iniciativa. “Essa cooperação é extremamente importante para elas conheceram a nossa prática, que é voltada para o parto normal e isso vai melhorar a experiência delas, mostrando que é possível fazer diferente de forma segura”.

Durante a apresentação, as profissionais conheceram mais sobre o trabalho realizado pela Rede SUS-BH, principalmente no que diz respeito aos protocolos assistenciais, de regulação e de vigilância obstétrica. Lansky lembrou que mortalidade perinatal é o indicador mais utilizado internacionalmente para avaliar a qualidade da assistência obstétrica de um país.
 

| Voltar