Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
PBH estuda possibilidade de se tornar cidade-irmã de Shenzhen na China
Publicado em 17/03/2017 18:54:25

A Prefeitura de Belo Horizonte recebeu, nesta última quinta-feira, dia 16, a proposta de se tornar cidade-irmã de Shenzhen, município Chinês. A cidade chinesa é um importante polo industrial, comercial e financeiro.
Em visita a Belo Horizonte, representantes de uma importante joalheria Chinesa reuniram-se com o secretário municipal de Governo, Paulo Lamac, para entregar uma carta de intenções para que Belo Horizonte seja parceira comercial do município de Shenzhen. O principal interesse é o desenvolvimento de linhas de joias com uso de pedras brasileiras.
O secretário de Governo Paulo Lamac ressalta “A intenção é que, através do relacionamento entre os dois municípios, nós possamos fomentar um comércio internacional que tem muito que acrescentar para a região”.
Estavam presentes na reunião a vice-gerente geral, May Dal, e o investidor do setor joalheiro, Frank Ko, ambos da Shenzhen Ideal Jewellery Co., corporação de comércio e indústria joalheira da China; e também Marcos Saraiva Araújo e Bruno Motti Reis, presidente e diretor administrativo da Gems Center Brasil, respectivamente. O secretário municipal de Governo demonstrou interesse na parceria, mas ainda pretende estudar esse possível acordo.


Cidades-irmãs
O acordo de cidades-irmãs é uma forma de relacionamento legal e social em busca de para promover laços culturais e comerciais entre cidades situadas em áreas geográfica e politicamente distintas. Atualmente, o irmanamento de cidades tem sido cada vez mais utilizado para formar ligações estratégicas de negócios internacionais.

| Voltar