Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Escola da Pedreira Prado Lopes será reaberta após dois anos
Publicado em 15/02/2017 10:54:08

Uma das prioridades da gestão do prefeito Alexandre Kalil é a ampliação de vagas na Educação Infantil. Na comunidade da Pedreira Prado Lopes, região Noroeste de Belo Horizonte, parte dessa meta será atendida nos próximos meses. A Escola Municipal Maria da Glória Lommez, que ficou fechada durante dois anos, passará por reformas nas próximas semanas e será reaberta para atendimento aos estudantes. A secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, e o secretário de Obras e Infraestrutura, Josué Valadão, já se reuniram com a comunidade para apresentar o plano de reforma da escola.

A escola foi interditada pela Defesa Civil, no final de 2014, devido ao deslocamento de uma pedra que afetou parte do terreno da instituição. Na ocasião, os alunos da Maria da Glória Lommez foram transferidos para a Escola Municipal José Diogo e o prédio original ficou abandonado.

Segundo Josué Valadão, a escola passará por obras ao longo do ano, mas as intervenções prioritárias serão feitas com urgência para que o prédio volte a receber os estudantes da região. “Temos que dar condições de funcionamento para a escola até fim de fevereiro. Essa é a meta. Isso inclui o preparo da cozinha, questões elétricas, questões de ventilação, reforma dos banheiros, entre outros aspectos. A área da escola que foi interditada pela Defesa Civil ficará isolada para evitar qualquer risco aos estudantes. A prioridade é receber os alunos e, na sequência, vamos implementar outras melhorias”, afirmou o secretário.

Novo prédio e novas vagas

Com a reabertura da escola, a comunidade ganhará novas vagas de Educação Infantil, pois a Escola Municipal José Diogo continuará em funcionamento. As novas vagas serão destinadas para estudantes que estão na lista de espera das Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) da região. O número de vagas a serem abertas, contudo, depende de um estudo a ser feito pela direção da escola, a Gerência Regional de Educação Noroeste e a equipe da Secretaria Municipal de Educação.

A secretária de Educação, Ângela Dalben, explica que a reabertura do prédio é um compromisso do prefeito Kalil com os moradores da região. “Qualquer espaço que possa ser ativado para desenvolver a política da Educação Infantil, com qualidade, é bem-vindo. A comunidade se mobilizou, fez uma demanda ao prefeito e ele colocou como prioridade”, afirmou. “É muito importante para Belo Horizonte o atendimento a crianças de zero a três anos, porque nós temos falta de espaços para essa faixa de idade. Ao longo desta gestão, desenvolveremos outras estratégias para a abertura de mais vagas”.

Durante a reunião, estiveram presentes moradores da comunidade da Pedreira Prado Lopes. Valéria Borges Ferreira, moradora da comunidade há 50 anos e integrante do Movimento das Trabalhadoras e Trabalhadores por Direito (MTD), esteve presente. “Eu fiquei muito feliz com o resultado. Gostei muito de ver que o nosso prefeito tem palavra. Isso já valeu muito. O melhor foi saber que, em março, a escola volta. Era uma pena ter uma escola com estrutura de primeiro mundo fechada”, disse Valéria. “Uma das lutas que temos agora é fazer a escola para a comunidade e com a participação da comunidade. Se a gente tem a comunidade participando dentro da escola, o trabalho flui.” 

| Voltar