Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Belo Horizonte participa de projeto inovador no combate às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti
Publicado em 05/01/2017 11:15:06

 

A capital foi selecionada pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) para participar do projeto que utiliza a estratégia da bactéria Wolbachia em mosquitos Aedes aegypti para o controle de dengue e zika. Mosquitos infectados por essa bactéria desenvolvem uma incapacidade de transmitir essas doenças. O método propõe a liberação de insetos infectados no meio ambiente e assim em contato com outros mosquitos, as próximas gerações já nascem infectadas pela bactéria, portanto, impossibilitados de transmitir a dengue e Zika.

 

Trata-se de uma estratégia precursora e com grande potencial de sucesso para prevenção da dengue  e Zika. A expectativa é que em 3 anos essa seja uma nova realidade para o combate a dengue e Zika na capital A capital B foi selecionada por ter um programa bem estruturado. Os mosquitos adultos das próximas gerações de Aedes aegypti já serão parasitados com o Wolbachia e assim a expectativa é que teremos a substituição por uma população infectada pela bactéria.

| Voltar