Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Belo Horizonte inicia a segunda etapa de vacinação contra HPV
Publicado em 09/09/2015 15:54:58

Foto Karen Moreira

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu oficialmente, nesta terça-feira (08/09), no Centro de Saúde Santa Lucia, a segundaetapa da vacinação contra o HPV para meninas de 9 a 11 anos. Na capital, deverão ser vacinadas48.480 mil meninas e o objetivo é atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS), quepreconiza uma cobertura de pelo menos 80% da população do público-alvo.

Na primeira etapa de vacinação, que ocorreu entre 3 a 31 de março/15, foram vacinadas 35.488 adolescentes, o equivalente a 73,2% do público-alvo.Maria Tereza Oliveira, gerente de Vigilância em Saúde da SMSA, ressalta a importância de que todas as meninas tomem a segunda dose. “Alguns estudos apontam 100% de eficácia da vacina, mas para garantir a imunidade é extremamente importante que o calendário vacinal seja respeitado, ou seja, a menina precisa tomar a segunda dose agora, após seis meses à primeira, e a terceira dose cinco anos após a primeira dose”.

A vacina está disponível em todos os Centros de Saúde da capital e é necessário apresentar documento de identidade e o cartão de vacinação. Mulheres de 14 a 26 anos portadoras de HIV/Aids também devem receber a vacina.

O aposentado José do Carmo, não quis deixar para depois e já levou a filha Keila Cunha, de nove anos, para vacinar. O pai é cuidadoso e sabe da sua responsabilidade. “Ela é criança e nós somos responsáveis pela saúde dela. Temos que cuidar agora pra evitar o pior depois”.A menina não teve medo e disse saber a importância da vacina. “Não doi. A gente sente só uma picadinha, mas precisa vacinar pra não ficar doente depois.”

Estatísticas do Câncer do Colo do Útero

Segundo o Ministério da Saúde (MS), no Brasil são registrados, em média, 15 mil casos de câncer de colo do útero por ano e cerca de 5 mil óbitos pela doença. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que em Belo Horizonte a estimativa de incidência da doençaé de 13,34% por 100 mil habitantes.

Para conter o aumento do número de casos, no ano passado o Ministério da Saúde iniciou a implantação da vacina HPV no Calendário Nacional de Vacinação com a introdução da vacina quadrivalente contra o papilomavírus humano (HPV) nos SUS.

Essa implantação é realizada de forma gradativa, contemplando faixas etárias específicas a cada ano. Em 2014 foram as adolescentes de 11 a 13 anos. Em 2015, está sendo feita a vacinação nas meninas de 9 a 11 anos. De 2016 em diante as meninas de 9 anos de idade. Maria Tereza explica a escolha destas faixas etárias. “O vírus do HPV é transmitido principalmentepela relação sexual, por isso é importante imunizar as meninas antes delas se tornarem sexualmente ativas. Mais tarde, se houver contato como vírus, elas já estarão imunizadas”, esclareceu. As outras formas de contágio são de mãe para filho durante o parto e, embora muito raramente, o vírus pode propagar-se também por meio de contato com a mão.
 

| Voltar