Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Seminário da SLU apresenta projetos e dialoga com o servidor
Publicado em 30/12/2014 08:25:59

A Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) realizou, no dia 16 de dezembro, o Seminário Agenda SLU, no auditório JK, da Prefeitura. O evento conduzido pelo superintendente Vítor Valverde reuniu gestores e técnicos da instituição. Na ocasião, foram apresentados os programas e projetos considerados prioritários e norteadores dos trabalhos da autarquia.

Para Valverde, o encontro permitiu reforçar as diretrizes das SLU para o próximo ano e ouvir os servidores sobre temas específicos de cada área. “Como o próprio nome diz, nesta reunião, apresentamos a agenda da SLU, para contribuir com nossas ideias e experiências, a fim de que as iniciativas sejam coordenadas e possamos obter êxito em nossa empreitada”, explicou. “Queremos redesenhar nossos rumos, questionar, procurar saber por que executamos determinada tarefa e se podemos melhorar, partindo da linearidade das informações e da cooperação”, refletiu.


Fotos: Carlos Domenici

O superintendente destacou algumas novidades, como a nova gestão das Gerências Regionais de Limpeza Urbana (Gerlus), o novo modelo de limpeza de vilas e favelas, com a substituição dos agentes comunitários de limpeza urbana por empresas prestadoras de serviços, bem como o fortalecimento do projeto Cidadão Auditor. “Às vezes, temos a propensão de sermos resistentes a mudanças, mas é fundamental refletirmos se estamos no caminho certo”, garantiu.

O combate às deposições clandestinas de entulho foi considerado um dos temas prioritários durante o seminário. “Contamos com 18 fiscais em nove patrulhas para o monitoramento desse segmento”, destacou.

De acordo com Vítor Valverde, a intenção da SLU é ampliar em, no máximo um ano, o número de Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes (URPVs), por meio de uma parceira público-privada (PPP). Valverde também adiantou que a distribuição estratégica de contêineres, para acondicionar os resíduos domiciliares no Centro da cidade, evitará que eles fiquem expostos por muito tempo, antes de seu recolhimento. Haverá também o fortalecimento da reciclagem, com maior aproveitamento dos materiais recicláveis.

O superintendente chamou a atenção para o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS), que será concluído em 2015. “Este é um assunto especial, o qual trabalharemos intensamente com a sociedade para criar ferramentas eficientes para a prática da limpeza urbana”, afirmou.

Ele também abordou a hierarquização da limpeza da cidade, pois em sua análise, é necessário tratar de maneira diferenciada a operação de limpeza nas ruas, avenidas e no anel rodoviário, sendo coerentes com as diferentes demandas. “Não se pode ter um olhar linear sobre a cidade, há pesos diferentes para nossas ações.”

A instalação de lixeiras específicas para cocos na orla da lagoa da Pampulha, a ampliação de varrição em alguns pontos da cidade, como os grandes corredores, a Praça Sete e a Praça da Liberdade, a limpeza de postes e a retirada de faixas foram outros pontos comentados.

Ao final, os participantes receberam um formulário para avaliarem o clima organizacional, apresentando sugestões e expondo suas opiniões sobre vários aspectos da SLU. “Lidamos com um assunto muito nobre, a limpeza urbana; por isso convidamos a todos a utilizar as redes sociais e os espaços públicos legais para divulgar esse tema. Temos de ser um relações públicas, defendendo nossa visão corporativa e sensibilizando as pessoas a seguirem conosco nessa proposta de manter a cidade limpa, tendo sempre muito respeito pelo meio ambiente”, finalizou.



Mobilização Social

O Departamento de Políticas Sociais e Mobilização da SLU também promoveu, nos dias 18 e 19 de dezembro, um seminário para discutir especificamente suas ações. O evento contou com a presença do superintendente Vítor Valverde, que ressaltou a importância do setor, que trabalha diretamente com a sociedade o processo de conscientização e parceria pública.

Na abertura, houve a apresentação do grupo teatral Gerlúdico, da SLU, com uma peça que buscou despertar a reflexão sobre a invisibilidade de certas profissões, como a do gari. O seminário abordou a qualidade dos serviços, os problemas e as possíveis soluções para um melhor contato com a população.


Foto: Pedro Antônio de Oliveira

| Voltar