Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Mais de um milhão de pessoas passaram pelos terminais rodoviários da capital durante a Copa do Mundo
Publicado em 22/07/2014 18:47:26

No período da Copa do Mundo, entre 12 de junho e 13 de julho, o Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), no Centro, e a Estação de Integração José Candido da Silveira, no bairro Santa Inês, receberam mais de um milhão de passageiros que vieram a Belo Horizonte para assistir aos jogos ou passear. O maior movimento foi na rodoviária central, por onde passaram cerca de 980 mil pessoas, com destaque para as que saíram de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Entre os estrangeiros que fizeram baldeação para chegar à capital mineira, estão alemães, argentinos, belgas, chilenos, colombianos, costa-riquenhos e ingleses.

Em junho, os dias de jogos no estádio Mineirão atraíram o maior número de turistas, destaque para o jogo entre Argentina e Irã, que ocorreu no dia 22. Nessa data, pelo terminal central desembarcaram 16 mil pessoas. Dos jogos da Seleção Brasileira em que a Rodoviária foi mais utilizada pelos torcedores está a partida das oitavas de final contra o Chile, no dia 28, quando 13 mil pessoas desembarcaram e, no dia seguinte, 15 mil usuários voltaram para suas cidades.

No mês de julho, o destaque foi para a semifinal entre Brasil e Alemanha, quando 16 mil pessoas desembarcaram durante todo o dia 7. Para o gerente do Tergip, Ricardo Coutinho, o evento serviu para mostrar que o usuário pode usar a estrutura em qualquer data do ano. “Do ponto de vista operacional, a Rodoviária cumpriu com a sua principal finalidade, que é o de acolher as pessoas que chegam e que saem da capital. Conseguimos atender as demandas que se apresentaram, em conformidade com o nosso planejamento”, avalia.

Melhorias no sistema de informações

Como informa o secretário de Administração Regional Centro-Sul, Ricardo Angelo, a Prefeitura investiu em melhorias no Tergip para aprimorar os serviços prestados aos viajantes, como a implantação do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), a instalação de 248 placas informativas em português e inglês, além dos avisos sonoros em três idiomas. “Essa estrutura será mantida para que possamos sempre atender os usuários com qualidade, seja nas situações rotineiras, nos períodos de maior movimentação, a exemplo de feriados prolongados, e em ocasiões extraordinárias, como foi a Copa do Mundo, sempre focando a comodidade e o bem estar do turista com boas informações”, observa.

O secretário municipal extraordinário para a Copa do Mundo, Camillo Fraga Reis, avalia que as intervenções foram positivas durante o Mundial. "Todas as melhorias implementadas na rodoviária foram fundamentais para tornar Belo Horizonte uma cidade mais bem preparada. E a experiência de sucesso da cidade durante a Copa do Mundo serviu para comprovar que somos capazes de receber, e muito bem, pessoas do mundo inteiro. Após o Mundial, que acrescentou um capítulo marcante à história da capital mineira, fica a certeza de que todos os benefícios serão permanentes para a população de BH", destaca.

Após conferir as mudanças, o professor Lucas Augusto da Silva, de 38 anos, elogiou a iniciativa, destacando que a rodoviária é um ponto de referência para aqueles que vêm a Belo Horizonte ou precisam se direcionar para outras cidades. “Gostei bastante e aposto que os turistas vão aprovar, principalmente o CAT, que é um serviço também para tirar as dúvidas". Nos 13 metros quadrados do Centro de Atendimento aos Turistas, o usuário pode solicitar esclarecimentos de como chegar ao local desejado e receber informações turísticas da capital.

Outras intervenções

As 400 cadeiras do hall da rodoviária, os abrigos dos telefones públicos e as grades de proteção da plataforma de desembarque e na fachada do terminal receberam nova pintura. Do ponto de vista de segurança, houve a expansão da visualização das imagens do sistema de monitoramento para o Centro Integrado de Comando e Controle Central da Guarda Municipal e BHTrans.

| Voltar