Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Ciclo de palestras aborda a matemática nas obras de Escher
Publicado em 06/11/2013 10:23:26

O Programa Educativo em Artes Visuais da Fundação Clóvis Salgado e o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) realizam até sábado, dia 9, o ciclo de palestras “A Matemática na Arte de Escher”, que vai apresentar, de forma simples e didática, como o artista gráfico utilizou interessantes conceitos e construções matemáticas para criar suas obras.

As palestras acontecerão no Conservatório da UFMG, localizado na avenida Afonso Pena, 1.534, no Centro, próximo ao Palácio das Artes, possibilitando ao público uma visita à exposição. Dessa forma, os participantes poderão perceber nas obras originais de Escher as explicações apresentadas pelos professores.

A série de palestras é uma parceria entre os professores do Departamento de Matemática da UFMG o Programa Educativo em Artes Visuais da Fundação Clóvis Salgado. Entrada gratuita com retirada de senha uma hora antes do início.


Programação e Resumo das Palestras
Hoje
• 19h – Enxergando simetrias - Um passeio pelo conceito de simetria através de obras de arte, ilustrando os conceitos de translação, reflexão, rotação e translação refletida.
• 20h – Pavimentações nas artes e nas obras de Escher - Será apresentada a teoria algébrica da pavimentação por meio de exemplos obtidos do palácio mouro Alhambra e das obras de Escher.

Sexta, dia 8
• 19h – Perspectivas e Projeções -Os ideais do Renascimento, ao pedirem que retratemos o mundo como ele é, levam à criação da Geometria Projetiva. Seu desenvolvimento possibilitará a representação de paisagens e cenas cada vez mais realistas (ou menos, como no caso do Escher).
• 20h – Escher e o mundo não euclidiano - A palestra começará pela história da geometria e narrará alguns fatos desde a época de Euclides (300 a.C) até o momento da criação da geometria hiperbólica (século 19). Introduzida a geometria hiperbólica, serão apresentados alguns de seus principais personagens, identificados nas obras de Escher.

Sábado, dia 9
• Das 9 às 12h - M.C. Escher: o artista dos matemáticos, As quedas d´água de Escher e Enxergando simetrias.
• Das 15 às 18h - Pavimentações nas artes e nas obras de Escher, Perspectivas e Projeções e Escher e o mundo não euclidiano.

Exposição

Até o dia 17 deste mês, o Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro) abriga em suas galerias a mais completa exposição já realizada no Brasil dedicada ao artista gráfico holandês Maurits Cornelis Escher (1898 – 1972). “A Magia de Escher” reúne as 85 obras mais enigmáticas do artista, entre gravuras originais, desenhos e fac-símiles, pertencentes à coleção da Fundação Escher, na Holanda. A entrada é franca.

A exposição permite que o público passe por uma série de experiências que desvendam os efeitos óticos e de espelhamento que Escher utilizava em seus trabalhos. Experiências como olhar por uma janela de uma casa e ver tudo em ordem e, em seguida, ver tudo flutuando por outra janela ou ainda assistir um filme em 3D, que possibilitará um divertido passeio por dentro das obras do artista gráfico.
 

| Voltar