Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Estudantes da rede municipal de educação prestam homenagem aos servidores da Pampulha
Publicado em 05/11/2013 18:14:51

Servidores da Regional Pampulha foram surpreendidos na última semana com a presença de um grupo de crianças declamando poemas de Vinícius de Moraes e João Guimarães Rosa. Eram os Invasores Poéticos, grupo formado por 22 estudantes da Escola Municipal José de Madureira Horta, que fizeram as apresentações em alguns setores como uma homenagem aos trabalhadores pelo Dia do Servidor, comemorado em 28 de outubro.

A ideia da homenagem foi da gerente de Recursos Humanos, Valéria Emília Evaristo, que viu uma matéria sobre este grupo no jornalzinho da escola. “Queria fazer uma coisa diferente para os servidores e achei que seria interessante homenageá-los por meio da poesia recitada pelas crianças. Os Invasores Poéticos se apresentaram com um visual lindo e emocionaram muitos servidores”, afirmou.

Para a enfermeira Débora Coelho da Gerência de Atenção à Saúde, a apresentação foi uma surpresa. “Achei lindo, tanto a vestimenta quanto a performance das crianças. Fiquei feliz de ver que a escola pública também pode ofertar coisas diferentes. É importante incentivar o gosto pela leitura”, salientou.

Invasores poéticos

Idealizado pela professora Ângela Lisboa, o projeto Invasores Poéticos tem o objetivo de sensibilizar as crianças e promover a cultura, incentivando a prática da poesia e a disciplina. “A ideia é que essas crianças criem o hábito e o gosto pela leitura”, explicou. A professora contou que é ela quem escolhe os temas e também ensaia as crianças para as apresentações. “O tema deste ano foi escolhido em função do centenário de Vinícius de Moraes. Em anos anteriores, outros personagens como Carlos Drummond de Andrade e Paulinho Pedra Azul também já foram homenageados”, contou.

Implantado desde 2006, o projeto tem colhido bons frutos. O aluno André Luiz Lisboa Pereira, de 8 anos, contou que gosta de se apresentar em vários lugares. “Acho muito legal fazer as pessoas sorrirem”, disse.
 

| Voltar