Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

.


   
 
  PRINCIPAL / SALA DE NOTICIAS
 
 
 
Belo Horizonte lidera novo fórum nacional de meio ambiente
Publicado em 15/10/2013 17:49:05



As discussões sobre a criação de uma instância para o intercâmbio entre os secretários de meio ambiente das capitais brasileiras começaram a tomar corpo durante a realização, no ano passado, do Congresso Mundial do Iclei (Governos Locais pela Sustentabilidade) que reuniu, na capital mineira, autoridades e pesquisadores ambientais de todo o mundo. Era necessário unir em um fórum específico experiências, conceitos e projetos em execução em todo o país. Esse fórum a ser criado estabeleceria a troca de experiências e favoreceria a formação de parcerias que ajudassem no desenvolvimento da gestão sustentável das principais cidades brasileiras.

A idéia foi levada adiante e discutida em vários encontros preliminares (os dois últimos realizados em BH) e, finalmente, se transformou em realidade. Na semana passada, foi criado oficialmente, em um encontro em Salvador, na Bahia, com a elaboração da Carta de Salvador, o Fórum de Secretários Municipais de Meio Ambiente das Capitais do Brasil, denominado CB27.

Durante o evento de criação do CB27, foi eleita a sua primeira diretoria, que terá o vice-prefeito e secretário municipal de Meio Ambiente de Belo Horizonte, Délio Malheiros, como coordenador geral. Na mesma eleição, o gerente municipal de Mudanças Climáticas do Rio de Janeiro, Nelson Moreira Franco, foi escolhido como secretário executivo. O CB27 contará também com cinco coordenadores regionais que serão definidos pelos representantes das próprias regiões.

Segundo Délio Malheiros, os secretários estão construindo uma entidade que terá o propósito não somente de lutar pela preservação do meio ambiente nas capitais, mas que também participe ativamente de todos os debates que envolvem a questão, inclusive junto ao Governo Federal. “Precisamos discutir e apresentar os nossos programas e aprender com outras cidades uma série de temas como a reutilização das águas pluviais, entre outras”, afirmou o coordenador geral eleito do CB27.

O secretário da Cidade Sustentável (Secis), de Salvador, Ivanilson Gomes, anfitrião do encontro, destacou que a integração proposta pelo CB27 é fundamental para que as cidades obtenham resultados mais significativos em suas ações. “Apesar de ser um tema vivo nos debates contemporâneos, ainda existe certa resistência na aplicabilidade efetiva de ações sustentáveis. Agora, unindo nossas forças, as possibilidades de obter resultados se tornam mais palpáveis, e os casos de sucesso poderão ser replicados em todo o país”, disse.

Além de eleger a primeira diretoria do CB27, o encontro de Salvador ganhou importância com a realização paralela do Seminário Internacional de Resíduos Sólidos e Mudanças Climáticas. O evento contou com o apoio e palestras da presidente do Conselho de Administração do Greenpeace Brasil, Laura Valente; do consultor do Banco Mundial, Fabrício Soler; do gerente do Secretariado para América do Sul de Mudanças Climáticas – CEO ICLEI SAMS – Igor Albuquerque; do ex-consultor do Ministério do Meio Ambiente da Alemanha, Klaus Fricke; do diretor do World Watch Institute (WWI) no Brasil, Eduardo Athayde; do Gerente Executivo de Políticas Públicas do instituto Ethos, Caio Magri, além de representantes da Fundação Konrad Adenauer (Alemanha) e da Fundação Verde Hebert Daniel.
 

| Voltar