Criada em 2003 por meio da lei 8.486, a Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) já se consolidou como uma instituição de segurança com vocação comunitária, que atua próximo aos cidadãos e usuários dos serviços públicos municipais.

Subordinada à Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Patrimonial, a GMBH tem atualmente 2.117 agentes, que trabalham para garantir a segurança dos órgãos públicos e do patrimônio municipal, além de orientar e proteger os agentes e os usuários dos serviços públicos. A GMBH está presente nas escolas, nas unidades de saúde, praças, jardins e parques municipais e em vários outros equipamentos e serviços públicos municipais.

Entre 2004 e novembro de 2015, foram realizadas 1.010.289 visitas preventivas e feitas 78.097 intervenções pelos seus agentes.  Além de estar presente em 1.286 próprios municipais, a GMBH também atua com o foco na orientação e na educação do cidadão em conjunto com os agentes do Grupamento de Trânsito. As atividades são desenvolvidas em conjunto com a BHTrans e o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e são voltadas para a coordenação e fiscalização da circulação de veículos e pedestres, além das ações em eventos comemorativos, culturais e esportivos da cidade.

Com o objetivo de fortalecer os laços de identidade, civismo e de sentimento comunitário junto à população, a GMBH desenvolve vários projetos que contam com a participação efetiva dos seus agentes. Um deles é a Banda de Música, formada por 36 músicos e que realiza, durante todo ano, com uma agenda concorrida, várias apresentações em Belo Horizonte. O repertório é composto por canções nacionais e estrangeiras e tem o objetivo de atender um público variado.

Outro projeto já consolidado nestes 12 anos é o Escotismo na Guarda Municipal. O projeto prevê a implantação de grupos escoteiros em cada região administrativa da Prefeitura, com 65 crianças e adolescentes cada. O grupo conta com a participação voluntária de guardas municipais que são capacitados pela União dos Escoteiros do Brasil. As atividades são sempre realizadas em parques municipais. Cultivar a formação de valores éticos e cívicos, aumentar a capacidade de convivência, disciplina e trabalho em grupo, desenvolver a liderança, complementar a educação e estimular o desenvolvimento físico, mental, social, afetivo e familiar são alguns dos objetivos do Projeto Escotismo na GMBH. A atividade também desperta o caráter humanitário do agente de segurança municipal, por meio de solidariedade, amizade e voluntariado. O exercício de tais características permite uma influência positiva na atividade-fim da Guarda Municipal e complementa a formação das crianças e adolescentes envolvidas.

A população de Belo Horizonte também pode colaborar para garantir a segurança e a proteção dos equipamentos e serviços públicos municipais. O munícipe pode denunciar casos de vandalismo e outros danos ao patrimônio público por meio da Central de Atendimento Telefônico da PBH, no 156, ou no Fale Conosco, no portal pbh.gov.br.

 
 

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar