A política das “Cidades Irmãs” visa aumentar o intercâmbio entre cidades que têm algo em comum. A troca de informações e o aumento do comércio entre elas são meios de tornar as cidades irmãs mais próximas e é, ao mesmo tempo, um dos fins dessa idéia que vem se espalhando ao redor do mundo. Belo Horizonte possui 16 cidades irmãs.

Austin, Texas – EUA
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1965

Austin, com aproximadamente 709.893 habitantes, já foi considerada pela revista Fortune como o melhor lugar na América do Norte para se fazer negócios. As principais oportunidades de negócio se verificam na área de alta tecnologia. Na cidade estão situados escritórios e indústrias das principais companhias de alta tecnologia do mundo.

Minsk, Bielorrússia
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1987

Minsk, capital da República de Belarus, com uma população de 1.829.100 habitantes, possui 34 instituições de ensino superior e 164 centros de pesquisa científica. Minsk se destaca por sua indústria de bens de capital e de transformação de metal. Também são importantes para a economia local as indústrias de processamento de alimentos e de produtos médicos. As indústrias automotivas da cidade são de grande relevância, sendo consideradas como motor desse setor na Rússia.

Tegucigalpa, Honduras
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2004

Tegucigalpa, capital de Honduras, é a cidade mais populosa do país, com cerca de 1.250.000 habitantes. As indústrias têxtil, do açúcar e do tabaco são as mais importantes da cidades. O país é considerado como “Zona Livre”, ou seja, é pago um imposto ao governo e o empresário pode optar por produzir em Honduras com os seguintes benefícios: livre câmbio de moeda estrangeira, importação livre de impostos para maquinaria e matéria-prima, ampla disponibilidade de mão-de-obra a um baixo custo entre outros benefícios.

Porto, Portugal
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1986

A cidade do Porto é reconhecida por sua tradição comercial e possui aproximadamente 260.000 habitantes. Apesar de ser mais lembrada pelo famoso vinho que produz, este já não tem mais o monopólio que possuía até o final do século XIX. Atualmente, são de grande importância na economia local: as indústrias de madeira, produtos têxteis, calçados, produtos alimentícios e bebidas.

A cidade do Porto vem sendo amplamente influenciada pelo processo de globalização. As pequenas e médias empresas vêm dando lugar às multinacionais. Além disso, a cidade é hoje sede de grandes instituições financeiras, possuindo uma Bolsa de Valores bastante ativa. A conseqüência desses fatos é que a conjuntura econômica de Porto depende, largamente, da atuação do capital estrangeiro na cidade.

Nanjing, China
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1996

Nanjing, capital da Província de Jiangsu, é uma cidade em franco crescimento. A população de 7.588.900 pessoas contribui para o que o PIB municipal cresça em torno de 12% ao ano. A cidade é considerada um dos quatro mais importantes centros de pesquisa científica e de educação na China. Mais de dois mil diferentes tipos de produtos resultam da atividade industrial local. Destacam-se, especialmente, as indústrias químicas, de automóveis e de produtos eletrônicos.

A localização da cidade, com saída para o oceano, torna-a propícia ao trânsito internacional de mercadorias Por esse motivo, o Porto de Nanjing está entre os dez maiores portos da China.

Homs, Síria
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2001

A cidade de Homs (ou Hims) é a terceira mais importante da Síria. A população é de 1.647.000 habitantes. Sua posição é considerada estratégica, já que está próxima ao Rio Orontes e das cidades mais desenvolvidas do país. A cidade produz em larga escala milho, trigo, algodão, frutas e vegetais. O artesanato local é também relevante para a economia. A economia de Homs é influenciada pela refinaria de petróleo, pela refinaria de açúcar e pela estação de pesquisa sobre agricultura.

Tripoli, Líbia
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2003

Tripoli, capital da Líbia, tem uma população de aproximadamente 1.682.000 habitantes. A cidade portuária fica no noroeste da Líbia, próxima ao deserto e com saída para o Mar Mediterrâneo. É reconhecida como centro do comércio, da indústria, da administração e dos transportes no país. As principais atividades econômicas, que dinamizam os negócios na cidade, são o processamento de alimentos, tabaco e a fabricação de tecidos.

Belém, Cisjordânia
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2001

Belém possui 27 mil habitantes. A cidade tem grande significado para os cristãos, por ter sido o lugar onde nasceu Jesus Cristo. Belém sofre de certa instabilidade, devido ao fato de estar localizada em uma região de constante tensão política. A economia local é, por esse e outros motivos, pouco desenvolvida. O produto de exportação mais conhecido de Belém é a madeira de oliveira. A indústria turística é muito movimentada, empregando mais de 20% da população local. O número de turistas que visita Belém ultrapassa os dois milhões ao ano.

Fort Lauderdale, Flórida - EUA
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2003

Fort Lauderdale, também conhecida como a Veneza americana, fica localizada na costa sudeste da Flórida. A população local é de 183.606 habitantes, com renda média de US$ 46.175 por família. A cidade, que foi por muito tempo conhecida como sendo estritamente turística, hoje é bastante diversificada industrialmente. São mais de quinhentas companhias espalhadas pela cidade, nos ramos marítimo, financeiro, de seguros, alta tecnologia, aeroespacial, além da produção de filmes e programas de televisão.

Luanda (San Paolo de Loanda), Angola
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1968

São Paulo de Loanda ou simplesmente Luanda é a capital e a maior cidade de Angola. A população é de aproximadamente 4.500.000 de pessoas. O porto de Luanda é o mais importante do país, sendo um importante entreposto comercial entre Angola e o resto do mundo.

As principais indústrias da cidade são as alimentícias, de bebidas, têxteis, cimento, cigarros e sapatos. A cidade é produtora de café, algodão, açúcar e sal. É relevante para a economia local a extração de diamantes e de ferro e o refino do petróleo. Os conflitos armados que ainda acontecem vez ou outra na cidade são responsáveis por uma certa instabilidade da economia local.

Zahle, Líbano
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1974

Zahle é a terceira maior cidade do Líbano, com 150 mil habitantes. A cidade é conhecida como a “cidade do vinho e poesia”, característica que se equilibra com o fato de Zahle ser, atualmente, uma referência para o comércio e os negócios do país. A produção agrícola é bastante importante para a economia local. Zahle é produtora de vegetais, frutas, grãos e, principalmente, uvas.

Granada, Espanha
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1975

Granada possui uma população de aproximadamente 278.143 habitantes. Sua localização é considerada estratégica dentro do território espanhol, por ser próxima ao Mar Mediterrâneo e por contar com os rios Darro e Genil que atravessam a cidade. Os atributos geográficos fazem com que Granada seja uma das cidades européias mais procuradas pelos turistas. A cidade é também famosa pela Universidade de Granada, com cerca de 60 mil estudantes. A economia de Granada é bastante voltada para a agricultura: produção de cereais, cana de açúcar, tabaco e frutas.

Havana, Cuba
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 1995

A cidade de Sao Cristóbal de La Habana é a capital da República de Cuba e também a cidade mais povoada do Caribe, com 2,5 milhões de habitantes. A economia de Havana tem como principal sustentáculo o turismo. Outros produtos importantes para a economia local são o tabaco, o açúcar e o níquel, os quais costumam ser exportados.

Masaya, Nicarágua
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2002

Masaya, a segunda maior cidade da Nicarágua, com cerca de 146 mil habitantes, é conhecida como a capital das flores e possui a maior concentração de pequenas e micro-empresas da Nicarágua. Elas produzem artesanato, sapatos e móveis. Mais de 65% de todo o artesanato nicaragüense é produzido na cidade. As mais famosas peças são as redes de dormir, trabalhos em madeira e couro, pinturas e jóias. O couro também é usado na produção de sapatos, principalmente, os femininos.

Cuenca, Equador
Cidade irmã de Belo Horizonte desde 2004

Cuenca é a terceira maior e mais importante cidade do Equador, com aproximadamente 450 mil habitantes. É considerada a cidade mais atrativa do Equador, devido a sua tranqüilidade e beleza. Em dezembro de 1999, Cuenca que também é conhecida como a Atenas do Equador, passou a ser considerada patrimônio cultural da humanidade. As atividades comerciais que se destacam são a produção do famoso chapéu Panamá, cerâmica, couro e jóias.

Newark, Nova Jersey - EUA
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2006

Newark é a maior cidade do estado americano de Nova Jersey e uma das principais cidades da Região Metropolitana de Nova Iorque. Possui uma área de 63 km², onde moram aproximadamente 273 mil habitantes. Ademais, é um moderno centro comercial, industrial e financeiro, e abriga o segundo principal aeroporto da zona metropolitana de Nova Iorque, que movimenta quase 30 milhões de passageiros anualmente. Um dado interessante é que na cidade de Newark existe um bairro, chamado “Ironbund”, onde observa-se uma enorme concentração de brasileiros.

Lagos, Nigéria
Cidade Irmã de Belo Horizonte desde 2011.

Lagos, localizada no sudoeste da Nigéria, na costa do Atlântico, no Golfo da Guiné, é a maior cidade do país, com 7.937.932 de habitantes (Censo 2006) e a segunda maior cidade africana. É também o principal centro financeiro, econômico e mercantil do país beneficiando-se dos recursos naturais da Nigéria em petróleo, gás natural, carvão, lenha combustível e água. O porto de Lagos é o principal da Nigéria e um dos maiores e mais movimentados da África. A cidade é conhecida em toda a África Ocidental por sua cena musical.
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

BH a cidade que conquista - Assista

PortuguêsInglêsEspanhol