Córrego N. Sra da Piedade - Bairro Aarão Reis

O Programa DRENURBS / NASCENTES foi lançado pelo Município de Belo Horizonte por meio da Secretaria Municipal de Política Urbana. Elaborado para ser implementado em fases sucessivas, o Drenurbs está promovendo a despoluição dos cursos d'água, a redução dos riscos de inundação, o controle da produção de sedimentos e a integração dos recursos hídricos naturais ao cenário urbano.

A Prefeitura de Belo Horizonte, ao criar o Programa DRENURBS, trouxe como inovação a proposta de inclusão dos cursos d’água na paisagem urbana, evitando-se as tradicionais canalizações.

Há, também, o desafio da despoluição de suas águas, o que leva à busca de projetos que possam integrar serviços urbanos como a coleta de lixo e de esgotos ao serviço de drenagem das águas pluviais. Portanto, a área de trabalho deixa de ser apenas o leito do córrego para abranger toda sua bacia de drenagem.

Para vencer este desafio, a Prefeitura optou por soluções de longo prazo e também procurou buscar parceiros para o financiamento das obras. A primeira etapa reuniu 5 áreas de trabalho a um custo de US$ 77,50 milhões, com obras a serem executadas em um prazo de 5 anos. Parte deste valor, ou seja, US$ 46,50 milhões serão financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, enquanto os demais US$ 31 milhões representam a contrapartida local.

Concepção geral do programa

O DRENURBS / NASCENTES tem como proposta a recuperação ambiental que implica em reverter a degradação em que se encontram os córregos não canalizados da cidade. A proposta de sanear os fundos de vale significa combater as causas da poluição das águas, esta originada não apenas nos fundos de vale como também e, principalmente, nas respectivas bacias de drenagem.

O Programa tem uma concepção de cunho ambiental e não é, portanto, um conjunto de intervenções meramente sanitárias ou somente de drenagem. O que caracteriza sua concepção ambiental é a sua abrangência e suas propostas de ação. De fato, propõe-se realizar ações de interferência no espaço físico, e também, na realidade sócio ambiental das comunidades situadas nos locais de abrangência do Programa.

O DRENURBS / NASCENTES propõe a reabilitação de recursos naturais da flora e da fauna aquática, e a melhoria da qualidade de vida das comunidades atingidas pelos empreendimentos propostos. Nesta perspectiva, a implementação do DRENURBS, enquanto concepção inovadora no tratamento dos cursos d’água somente será bem sucedida com a compreensão e participação da sociedade civil, em especial do público atingido pelos empreendimentos propostos, criando uma nova percepção e apropriação do espaço coletivo.

Assim sendo, estabeleceu-se como um dos princípios do Drenurbs a inclusão e participação das comunidades nos processos de decisão relativos à recuperação e conservação dos espaços urbanos revitalizados.

Princípios do programa

- Tratamento integrado dos problemas sanitários e ambientais no nível da bacia hidrográfica, utilizada como unidade para o planejamento das intervenções;
- Limitação à ampliação da impermeabilização do solo através de proposições de tipo naturalísticas;
- Opção pela estocagem de águas no lugar da evacuação rápida;
- Implantação do monitoramento hidrológico;
- Tratamento das coleções d'água enquanto paisagem urbana;
- Adoção de técnicas alternativas aos procedimentos convencionais para as questões de drenagem;
- Inclusão das comunidades beneficiadas na gestão da implantação e na conservação das intervenções propostas.

 Bacia ou Sub-Bacia  Extensão  Área de Influência  População
   Km  Km2  Hab
Sub-bacia do Córrego 1º de maio 0,44 0,48 2.983
Bacia do Córrego Engenho Nogueira 2,81 6 19.428
Sub-bacia do Córrego Baleares 1,37 0,43 3.741
Bacia do Córrego Bonsucesso 22,60 11,92 34.210
Sub-bacia do Córrego da Av. Nossa Senhora Piedade 0,62 0,73 6.713
TOTAL     67.075


 Três bacias já foram saneadas representando o total de 2.430 metros de cursos dágua, livres de lixo e esgoto. No total já foram investidos mais de R$ 38 milhões.

 Bacia hidrográfica do Córrego 1º de Maio:
Situada na Regional Norte, tem área de 48 hectares e uma população de 3.000 habitantes. Possuem 440 metros de extensão os cursos d’água tratados.

 Bacia hidrográfica do Córrego da avenida Nossa Senhora da Piedade:
  Situa-se parte na Regional Norte. Tem área de 73 hectares e conta com uma população de 6.700 habitantes. A extensão de seus cursos d’água é de 620 metros.

 Bacia hidrográfica do Córrego Baleares:Situa-se na Regional Venda Nova. Tem área de 43 hectares e conta com uma população de 3.700 habitantes. A extensão de seus cursos d’água é de 1.370 metros. 

  

Hoje, está em fase de andamento:

 Bacia hidrográfica do Córrego do Engenho Nogueira- Situa-se parte na Regional Noroeste e parte da Regional Pampulha. Tem área total de 600 hectares e uma população de 14.000 habitantes. A extensão de seus cursos d’água é de 2.810 metros.

 Bacia hidrográfica do Córrego do Bonsucesso - Situa-se na Regional Barreiro. Conta com uma área de 1.192 hectares e tem uma população de 34000 habitantes. A extensão de seus cursos d’água é de 22.000 metros.

No total o Programa de Saneamento Ambiental de Belo Horizonte, no qual o Drenurbs está inserido, prevê a despoluição de 140 km de cursos d’água, abrangendo 73 córregos (48 bacias), o que corresponde a 20% da extensão total e 30% do número de córregos em leito natural, ou seja, não canalizados, da cidade. A área de abrangência do Programa é de 177 km2 (51% da área total do Município) e a população atingida é de 1.011.000 habitantes, ou cerca de 45% da população da cidade.

 Após o saneamento, o entorno das nascentes foram transformados em parques ecológicos oferecendo áreas de lazer e descontração para a população moradora da região. Os parques levam os nomes dos córregos e os endereços são os seguintes:

Parque 1º de Maio: Rua Joana D'arc, Nº 190 - bairro Minaslândia
Parque Nossa Sra da Piedade: Rua Rubens de Souza Pimentel, Nº 750 - bairro Aarão Reis
Parque Baleares: Rua Albânia, Nº 17 - bairro Jardim Europa