A Secretaria Municipal Adjunta de Planejamento Urbano (SMAPU) é responsável pela produção e manutenção de uma base de dados urbanísticos do município de Belo Horizonte, composta por informações decorrentes da legislação urbanística, como zoneamento, áreas de diretrizes especiais (ADE), áreas de especial interesse social (AEIS), operação urbana, hierarquização viária, permissividade de uso, etc.

Além dos dados urbanísticos, são produzidas outras informações relevantes para o processo de planejamento urbano de Belo Horizonte a partir dos dados obtidos nas demais secretarias municipais e órgãos públicos que são trabalhadas através do geoprocessamento e ficam disponíveis para utilização das diversas atividades da secretaria de planejamento urbano. Dentre essas informações estão compreendidos os aspectos de uso e ocupação do solo, físicos, sociais, econômicos e culturais.

O geoprocessamento corresponde a “um conjunto de métodos e técnicas destinados à coleta, tratamento, representação e análise de dados espacialmente localizados.” (MOURA, Ana Clara Mourão. Georreferenciamento como ferramenta do Planejamento Urbano... 2010. Trabalho apresentado no 1. Seminário Internacional de Planejamento Urbano, Arborização e Sistemas Elétricos - SIPASE, Belo Horizonte, 2010).
Disponível aqui

Dentre os métodos e técnicas de geoprocessamento utilizados pela SMAPU, merece destaque a utilização do GIS (Geographic Information System) que associa dados cartográficos, como mapas e imagens, a alfanuméricos, como tabelas, que permite incluir quantos parâmetros forem necessários para o desenvolvimento da análise espacial. (FERREIRA, Fernanda Costa; MOURA, Ana Clara Mourão; QUEIROZ, Gabriela Coelho. Geoprocessamento no Planejamento Urbano. In: Convencion Nacional de Geografía y Medio Ambiente, 1., 2011, Guanajuato, 2011.
Disponível aqui

Assim, os diversos aspectos do município podem ser comparados e combinados espacialmente e numericamente, de maneira ágil e eficiente. A confiabilidade das informações resultantes será tanto maior quanto mais precisa a coleta in locu e mais atualizados estejam os dados.

O objetivo da utilização do geoprocessamento é transformar os dados em informação, contribuindo para a tomada de decisão do poder público no que se refere ao planejamento e à gestão urbana. Portanto, essa tarefa é de fundamental importância para o município, pois a espacialização das informações subsidia estudos, leis e ações no espaço da cidade apontando caminhos para a melhora da qualidade de vida da população.

Fonte: BHMap (Disponível em: <http://bhmap.pbh.gov.br/BHMap/demo/visualizador/>)

Fonte: BHMap

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar