INCÊNDIO FLORESTAL
Atualmente, os incêndios são a maior fonte de danos às florestas de todo o mundo. No Brasil, acredita-se que mais de 95% dos incêndios florestais sejam causados pela ação descuidada ou intencional do homem. É na época de estiagem, quando o ar está mais seco e chove pouco, que os incêndios ocorrem com maior frequência e intensidade. Na região de Belo Horizonte, normalmente, esse período vai de junho a outubro.


CAUSAS DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS:
O fogo começa a partir de algum material combustível (papel, folhas, álcool, tecido, e outros) que tenha sua temperatura elevada devido ao calor, e que esteja em contato com o oxigênio do ar. Os incêndios florestais podem ser causados por:

  • fogueiras;
  • bitucas de cigarro jogadas na vegetação;
  • queima de lixo;velas acesas deixadas em meio à vegetação;
  • faíscas de fogos de artifício;
  • queda de balões;
  • fagulhas provenientes de locomotivas ou do escapamento de veículos;
  • ações criminosas.


PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS:

  1. Morte de animais e plantas - O fogo acaba com a vegetação, mata animais e destrói o ambiente onde eles vivem. Provoca um sério desequilíbrio ambiental: a cadeia alimentar fica comprometida, prejudicando o ciclo da vida.
  2. Prejuízos financeiros e materiais - Acidentes em rodovias e desligamento de redes de eletricidade também ocorrem por causa dos incêndios. O excesso de fumaça pode paralisar rodovias e aeroportos, prejudicando o funcionamento de serviços e trazendo prejuízos à economia local. O fogo pode ainda se alastrar e destruir o patrimônio particular, como casas e carros.
  3. Problemas de saúde - A fumaça gerada pelos incêndios agrava e pode causar vários problemas à saúde das pessoas: problemas respiratórios (bronquite, asma, infecções); problemas do coração e do sistema nervoso; dores de cabeça; náuseas; conjuntivite; alergias; intoxicações; e maior ocorrência de câncer.
  4. Fechamento temporário dos parques - Durante o combate aos incêndios, os parques são fechados à visitação. Dependendo dos danos causados, podem permanecer assim por um longo período até que sejam recuperados, prejudicando seus frequentadores.
  5. Degradação do solo - Os incêndios florestais destroem a cobertura vegetal, acelerando o processo de ressecamento do solo, abrindo caminho à erosão e ao assoreamento das nascentes e cursos d'água. Além disso, após um incêndio, grande parte dos nutrientes dos troncos e ramos das plantas é eliminada com a fumaça e carregada pelas chuvas.
  6. Impactos negativos no clima - O gás carbônico, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa, é liberado em grande quantidade pela fumaça dos incêndios. Pesquisas demonstram que estes podem contribuir para o superaquecimento global e trazer consequências desastrosas ao planeta.

 

PROVOCAR INCÊNDIO NAS MATAS É CRIME!
Provocar incêndio em matas ou florestas é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605 de 1998).

A pena é de dois a quatro anos de prisão e multa. Também é crime causar dano direto ou indireto aos parques, punido com prisão de um a cinco anos, e fabricar, transportar, vender ou soltar balões, com pena de detenção de um a três anos e/ou multa.
EM CASO DE INCÊNDIO, DENUNCIE!
Se você identificar focos de incêndio nos parques municipais de Belo Horizonte, informe a Fundação de Parques Municipais, ligando para 3277-8275.

Em caso de incêndios em áreas particulares ou em Unidades de Conservação Estaduais, Federais ou de outros municípios, avise os Bombeiros através do telefone 193.

Denuncie à Polícia Civil, através do telefone 181, aquele que provocou o incêndio. A denúncia será mantida em total sigilo. É importante que os envolvidos sejam responsabilizados para que não provoquem novas queimadas.