O Parque Municipal das Mangabeiras integra a história de Belo Horizonte e abriga em sua área parte da Serra do Curral. Além de ser tombada como patrimônio do município desde 1991, a Serra do Curral é um dos marcos mais representativos da cidade, com expressivo significado simbólico.

No século XIX, quando se iniciou a construção da cidade pela equipe do engenheiro-chefe Aarão Reis, a área onde se localiza o Parque pertencia à Fazenda do Capão.

Em 1941, instalou-se no local a primeira estação de tratamento de água de Belo Horizonte. A Caixa de Areia, como era conhecida na época, abastecia o bairro Serra e localizava-se próximo à atual Portaria Norte, onde funciona o Projeto Casa Menino no Parque.

No início da década de 60, a área foi cedida à empresa Ferro Belo Horizonte S/A, Ferrobel, para a exploração de minério de ferro. A mineradora ocupava os espaços onde hoje se situam o estacionamento Sul e as Praças do Britador e das Águas. No local, pode-se observar o britador construído na época.

Em 14 de outubro de 1966, por meio do decreto nº 1.466, foi criado o Parque das Mangabeiras, com a finalidade de preservar a Serra do Curral, a reserva florestal existente e criar uma nova área de recreação para a cidade. Em 1974, foi autorizada a implantação do Parque, por meio da lei nº 2.403. O projeto paisagístico foi elaborado por Roberto Burle Marx e sua equipe.

Em 1979, a Ferrobel foi desativada.

Em 1982, no dia 13 de maio, o Parque das Mangabeiras foi inaugurado, sob a administração da Empresa Municipal de Turismo, Belotur. Em 1983, por meio do decreto nº 4.539, o espaço passou a funcionar com estrutura administrativa própria, subordinado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Em 1989, o Parque das Mangabeiras passou a ser administrado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento.

Em 1991, O Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural realizou o tombamento da Serra do Curral.

Em 27 de janeiro de 1999, por meio da lei estadual nº 13.190, uma área do Paredão da Serra do Curral foi incorporada à reserva do Parque das Mangabeiras. O espaço inicia-se na portaria sul, estendendo-se ao longo da av. José do Patrocínio Pontes até a Praça Estado de Israel.

Em janeiro de 2005, o Parque das Mangabeiras passou a ser administrado pela Fundação de Parques Municipais, criada para administrar e manter os parques municipais.