Salvar

Salvar

 
   

 

 

 

Expansão da Educação Infantil

Nos últimos anos a Prefeitura está investindo fortemente na expansão da oferta da educação infantil, para crianças até seis anos. Para tanto, está ampliando significativamente o número de vagas nas Unidades Municipais de Educação Infantil (Umei), que hoje são consideradas escolas modelo para todo o país. Em 2012, a Prefeitura firmou a primeira Parceria Público-Privada do país para a construção de novas Umeis, um projeto considerado inédito e inovador no mundo. As primeiras unidades já estão ficando prontas em 2013. Neste ano foram inauguradas seis UMEIs, sendo duas por meio de PPP. Até 2016 serão mais de 150 UMEIs.

 

Creches

As creches conveniadas são instituições educacionais privadas, filantrópicas, comunitárias e/ou confessionais, conveniadas com a Prefeitura de Belo Horizonte, que atendem crianças de zero a seis anos em tempo parcial ou integral. O conveniamento é efetuado através de chamamento público, sempre buscando a garantia da qualidade do atendimento. A Prefeitura aumentou o repasse de recursos financeiros para 193 creches conveniadas.


  Escola Integrada

O Programa Escola Integrada, de maneira inovadora, visa a melhoria da aprendizagem por meio da ampliação da jornada educativa nas escolas municipais de Belo Horizonte. Os alunos são atendidos em tempo integral, tanto dentro quanto fora da escola, durante 9 horas, e recebem três refeições diárias. O Escola Integrada oferece também atividades esportivas, culturais e educativas, como língua estrangeira, informática, auxílio no dever de casa, prática de esportes, brincadeiras e oficinas de cultura e arte. Em 2008 eram 15 mil alunos no programa. Hoje este número foi ampliado para mais de 66 mil e o objetivo é chegar até 90 mil alunos atendidos em 2016.

  Qualidade na Educação

Além de ampliar a oferta na educação infantil e na Escola Integrada (ensino fundamental), a Prefeitura de Belo Horizonte tem trabalhado para melhorar a qualidade no ensino. Nos últimos quatro anos, todos os indicadores que avaliam o nível de aprendizado dos alunos mostraram resultados positivos. O principal deles foi o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Em 2012, os índices das escolas de Belo Horizonte já atingiram os níveis previstos para 2013.

Programa Saúde na Escola

Implantado em 2009, o Programa Saúde na Escola é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Tem o objetivo de promover ações de atenção integral e assistência à saúde de todos os estudantes da Rede Municipal de Educação. Todas as escolas participam do programa Saúde na Escola.

  Projovem

O programa tem como finalidade elevar o grau de escolaridade, visando ao desenvolvimento humano e ao exercício da cidadania, por meio da conclusão do ensino fundamental, de qualificação profissional e do desenvolvimento de experiências de participação cidadã.



Kit escolar

Anualmente, a Prefeitura distribui gratuitamente um kit de material escolar para os alunos de todas as escolas municipais, UMEIS e creches conveniadas, com materiais específicos para cada faixa etária. Os estudantes recebem também um kit literário com diferentes gêneros literários abordando temas como solidariedade, cultura, arte, questões étnico-raciais, meio ambiente, cidadania e clássicos da literatura

  BH para Crianças

O BH para as Crianças oferece transporte aos alunos e professores para visitar museus, teatros, cinemas, fábricas, galerias de arte, emissoras de rádio, TV, jornais, parques, equipamentos públicos de saneamento e outros espaços culturais da cidade. O programa busca ampliar o horizonte de formação dos alunos ao experimentar a cidade como espaço de formação de identidades, saberes e culturas. O programa conta uma frota de 21 ônibus e atende a cerca de 350 mil usuários por ano, entre alunos, professores e profissionais da educação.


  Programa Família-Escola

Criado em 2008 o Programa Família-Escola é uma importante iniciativa que mantém a diretriz da Secretaria Municipal de Educação de reconhecer e valorizar a importância da família no desenvolvimento escolar dos filhos e filhas. Constitui-se da implementação e articulação de um conjunto de ações que possibilitam intervenção técnica e política para favorecer a participação da família e comunidade nos espaços e instâncias de gestão das escolas municipais.

O Programa tem como objetivo, criar uma rede de diálogo e parceria entre a família, escola e comunidade para assegurar o acesso, a permanência e aprendizagem das crianças, adolescentes e jovens, constituindo assim as comunidades educadoras.



  Escola aberta

O Programa Escola Aberta tem o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da educação, a inclusão social e a construção de uma cultura de paz.Busca fortalecer a integração entre escola e comunidade, ampliar as oportunidades de acesso a espaços de promoção da cidadania e contribuir para a redução da violência escolar, através da melhoria do capital social e humano nas comunidades;a estratégia utilizada é estreitar a parceira entre escola e comunidade ocupando criativamente o espaço escolar nos finais de semana com oficinas, cursos e atividades educativas culturais, esportivas, de lazer, de qualificação para o trabalho e geração de renda, de investigação no campo das ciências da natureza.O programa que é considerado modelo pelo Ministério da Educação mantém hoje 170 escolas abertas aos finais de semana recebendo cerca de 147.839 pessoas por mês num total de 221.765 participações.

   Rede pela Paz

O Programa Rede pela Paz tem como foco principal a função de formar, elaborar e executar políticas públicas de aprimoramento do clima escolar, por meio de ações relacionadas à construção de uma cultura de paz sustentável, à mediação de conflitos, à prevenção e ao combate à violência escolar. Por meio de articulação com diferentes órgãos governamentais e da sociedade civil, o Programa investe em ações de atuação em rede, intensificando a relação escola-comunidade. Monitora permanentemente as ocorrências e eventos que incidem diretamente sobre o clima escolar, realizando intervenções conjuntas com as escolas
  

  Merenda escolar

A alimentação escolar é um componente fundamental da política de abastecimento e segurança alimentar e tem como objetivo oferecer uma alimentação com qualidade nutricional e sanitária às crianças matriculadas nas escolas municipais de Belo Horizonte.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=meioambiente&tax=43437&lang=pt_BR&pg=5700&taxp=0&
 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar