O projeto de requalificação da avenida Presidente Antônio Carlos prevê uma adequação viária para implantação de pistas exclusivas para coletivos, com duas faixas de rolamento em cada sentido. A avenida, em toda a sua extensão, passará a ter uma largura superior a 50 metros (antes, possuía, em média, 25 metros).

O planejamento viário nessa região está possibilitando a revitalização econômica e social da área no entorno, bem como a otimização dos fluxos de tráfego, com redução do tempo de viagem e a melhoria do controle do transporte coletivo.

Com base em dados de transporte e trânsito foram identificados problemas de retardamento nos fluxos de tráfego, saturação do tráfego nas aproximações dos principais cruzamentos com semáforos, pontos de ônibus com grande concentração de linhas e circulação dos ônibus concentrada em apenas uma faixa de tráfego.


Trechos concluídos e já entregues

O primeiro trecho finalizado da obra de duplicação da Avenida Antônio Carlos, e entregue à população em junho de 2007, vai da Rua Viana do Castelo, no bairro São Francisco, até a rua Aporé, no bairro Aparecida.

Nesse trecho, foram construídas alças de interligação da avenida Presidente Antônio Carlos com o Anel Rodoviário, duplicação de um trecho de 1.340 metros, nova iluminação, rede de drenagem, transferência de linhas de ônibus para as pistas centrais da avenida num trecho de cerca de cinco quilômetros e trincheira sob a nova Antônio Carlos, e alças de interligação com as avenidas Bernardo Vasconcelos e Américo Vespúcio.

A construção da Trincheira (de aproximadamente 150 m de extensão, 34 m de largura, com oito pistas de rolamento, quatro em cada sentido de trânsito) propiciou uma ligação mais rápida da região Nordeste com a Noroeste, isto é, o trânsito de veículos passou a ser direto entre as avenidas Cristiano Machado e Presidente Carlos Luz, passando pelas avenidas Bernardo Vasconcelos e Américo Vespúcio.

O segundo trecho duplicado, com cerca de 600 metros, fica entre as ruas Aporé e Operários, no bairro Aparecida, e conta com pistas de busway, escadarias e rampas de acesso para os moradores. A nova etapa contemplou ainda um novo acesso para a Rua Fides.


Complexo da Lagoinha

Outra etapa das obras de duplicação da Avenida Antônio Carlos, a revitalização do Complexo da Lagoinha foi entregue à população em dezembro de 2008. A conclusão do empreendimento no Complexo da Lagoinha permitiu a interligação das avenidas do Contorno (viaduto Oeste), Antônio Carlos, Pedro II e Cristiano Machado, sem a necessidade de se passar pela região central da cidade.

Rua dos Operários

A obra do último trecho duplicado da Avenida Antônio Carlos, que vai da rua dos Operários até o Complexo da Lagoinha, incluindo as interseções das ruas Operários, Araribá, IAPI e Rio Novo ficou a cargo do Governo do Estado e as desapropriações a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. A conclusão deste trecho foi no primeiro trimestre de 2011.


Interseção da Avenida Abraão Caran com Avenida Antônio Carlos

Trata-se da implantação de dois viadutos, com extensões diferenciadas, atendendo a todos os movimentos dos fluxos de circulação. Para construção dos viadutos serão implantadas pistas que se bifurcam e distribuem o fluxo. O objetivo desta intervenção é a transposição da Avenida Presidente Antônio Carlos, bem como, a interligação das Avenidas Abraão Caram e Magalhães Penido (acesso ao Aeroporto da Pampulha). Este empreendimento faz parte do BRT Antônio Carlos / Pedro I e foi concluído em novembro de 2011. Foram investidos 34,4 milhões.

Valores já aplicados

No trecho já concluído e executado pela Prefeitura de Belo Horizonte foram investidos R$ 300,3 milhões, em parceria com os Governos Estadual e Federal, incluindo os valores gastos com remoções e reassentamento.

Novas obras

Estão em andamento as obras para implantação do transporte rápido por ônibus (BRT) Antônio Carlos / Pedro I. Serão implantados pavimento rígido de concreto para receber os novos ônibus, duplicação de 4,7 km da Avenida Pedro I entre as avenidas Portugal e Vilarinho e, ainda, a interseção da Vilarinho / Pedro I com implantação do Complexo Vilarinho e adequações viárias para implantação das estações do BRT. Todas estas etapas estão previstas para serem concluídas no primeiro semestre de 2013. Com investimentos do PAC Mobilidade / Copa 2014 estas obras recebem cerca de R$ 240 milhões de investimento.